Os problemas de visão na infância

Diferenças entre oftalmologista e oculista

Na infância, as crianças podem ter problemas refrativos como miopia e hipermetropia, como também problemas como estrabismo (olhos desviados ou cruzados), ambliopia (olho preguiçoso), além de:

  • Retinocoroidite por toxoplasmose;
  • Catarata infantil;
  • Glaucoma congênito;
  • Estrabismo;
  • Ptose;
  • Ambliopia;
  • Hipermetropia;
  • Astigmatismo, entre outros.

Como saber se meu filho tem problema de visão?

É preciso estar atenta a alguns sinais, como:

  • Apertar ou esfregar os olhos com frequência;
  • Olhos irritados, avermelhados ou lacrimejando;
  • Piscar muito ou franze a testa para olhar pequenas distâncias;
  • Queixas de tonturas, náuseas, dor de cabeça ou sensibilidade excessiva à luz.

Uma das razões para cuidar da saúde visual de seu filho é que se o problema não for diagnosticado e tratado, certamente ele irá apresentar dificuldade de aprendizado, irá se isolar e sofrer de timidez.

Como saber se o bebê tem problema de visão?

É preciso estar atenta, porque alguns sinais, será seu próprio bebê a dar. Observe:

  • Se seu filho com 3 meses de idade não consegue seguir um objeto com os olhos enquanto esse objeto se move pelo seu campo de visão,
  • Se após quatro meses de vida, o deslocamento dos olhos ocorrem para dentro ou para fora geralmente é anormal.

Como saber se meu filho precisa de óculos?

Alguns gestos e queixas apontam para a necessidade de seu filho usar óculo, como, por exemplo:

  • Dor de cabeça: se seu filho reclama dessa dor e, além do mais, apontar para a testa, é preciso fazer um exame oftalmológico.
  • Levar qualquer objeto perto dos olhos: pode ser uma indicação de que seu filho sofra de miopia, por isso é necessário um exame para investigar a causa.
  • Aperta muito os olhinhos para ler: esse é um indício de que seu filho quer melhorar o foco de visão. É um sintoma que deve também ser investigado.
  • Estar sempre com a cabeça baixa: isso pode ser caso de estrabismo ou algum tipo de desequilíbrio no músculo ocular, ou seja, seu filho pode estar com dupla visão, assim, automaticamente ele está a se prevenir de quedas.
  • Olhinhos sempre cheios de água: o excesso de lacrimação pode ser um sinal de que seu filho não fecha completamente os olhos ao dormir. De forma que, durante o dia, o organismo “compensa” esse ressecamento lacrimejando espontaneamente.
  • Coceira constante nos olhos: trata-se de fadiga ocular, portanto deve ser analisado por um especialista.
  • Leitura incompleta: se seu filho é alfabetizado, todavia, não consegue fazer uma leitura completa, sem saltar linhas ou repetir palavras, pode ser sintoma de astigmatismo ou de estrabismo.
  • Usa também os dedinhos: pode tratar de um caso de ambliopia síndrome do olhinho preguiçoso. É preciso investigar.
  • Sensibilidade à luz: pode ser sinal de exotropia, que é um tipo de estrabismo.

Exame de vista infantil

O primeiro exame de vista do bebê, conhecido como teste do olhinho, é feito ainda na maternidade.

Depois as visitas ao oftalmologista devem acontecer a cada 6 meses, até que seu filho complete 3 anos. Após os 3 anos, você de levar seu filho ao oftalmologista antes de ele iniciar a vida escolar.

Entre em contato

Entre em contato conosco e agende uma consulta. Será uma satisfação atendê-lo(a)!

Acesse Agora